quarta-feira, 15 de setembro de 2010

De Cacuaco - Angola

Crianças a brincar!!!!!
Penúltimo dia de viagem... não poderia sair da África sem registrar as brincadeiras destas crianças tão amáveis! A falta de energia, alimentação, moradia... nada impede o brincar de uma criança. Em Cacuaco (Luanda) não presenciei brinquedos industrializados, encontrei sim muita criatividade! Um pedaço de balde pode virar um excelente tapete para deslizar nas montanhas de terra... Uma latinha de sardinha vira o melhor carrinho de corrida da região!Em meio ao lixo, um olhar curioso a procura de algo para se divertir.
Ahhhh... crianças amadas! A questão social não as torna menos felizes... do contrário, vivem intensamente... brincam, pulam, vivem! Sentirei saudades de vocês!
Andréa Soares Delfin







































6 comentários:

  1. Querida Andréa, adorei ver um pouco da sua experiência, que as emoções vividas perpetuem em seu coração e acrescente boas recordações à sua vitoriosa história de vida.
    Bjs carinhosos.
    Everli

    ResponderExcluir
  2. Super Professora Andréa, você conseguiu retratar a realidade e a existência da arte do brincar até nas condições mais sub-humanas. Continue com essa luz de encantar com encantamento. Um grande beijo, de sua aluna e admiradora, Eliana Angélica (UNIFAI - Psicopedagogia).

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Prezada Andréa:

    Por mais paradoxal que possa parecer, acredito que as crianças dos países considerados "superiores" a esse, podem ter todos os brinquedos imagináveis; mas não, necessariamente, têm o privilégio de desfrutá-los verdadeiramente.

    Não obstante, nesses lugares onde a tecnologia "impera", e as crianças já estão "mergulhadas" na modernidade; principalmente na internet, onde há muitos “brinquedos”, isso pode causar:

    1.ª) O mundo virtual se sobressair ao real;
    2.ª) O mundo virtual ser utilizado como ferramenta para realização do mal.

    A cada dia, percebemos que as pessoas não se olham mais, as emoções humanas calorosas foram substituídas por um teclado frio. E as crianças já estão sendo educadas nesse caminho de neve emocional...
    Essa frieza de um objeto (concreta) se reflete no coração das pessoas (abstrata), remetendo às palavras do nosso Mestre JESUS CRISTO:

    “E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará" (Mateus 24:12).

    Assim, o considerado "avanço" - que traz, sim, benefícios e praticidade - por vezes, passa a atuar como um mecanismo retrógrado na vida da sociedade; podendo interferir drasticamente na vida das crianças imersas nesse universo, espiritual e emocionamente falando. Não é mesmo?

    Portanto, assim como você, acredito que em relação às crianças angolanas: "A questão social não as torna menos felizes... do contrário, vivem intensamente... brincam, pulam, vivem!"

    Repito: admiro você, seus gestos, a sua convicção e luta pelas causas em que você acredita! Isso realmente enobrece o ser humano: o fato de amar e, consequentemente, se preocupar com o outro, tentar entender e compreender; e, claro, compartilhar vivências, independentemente de qualquer situação ou diferença existentes!

    Parabéns, Andréa, pelo lindo trabalho! Por tentar resgatar os raios de Sol das crianças, seres humanos tão puros!
    Desejo que você seja sempre esse instrumento de destaque, muito afinado, na orquestra do DEUS Vivo e Eterno! E que Ele sempre abençoe você!

    P.S.: Removi a postagem anterior, pois foi incompleta...

    Um abraço,
    Sara.

    ResponderExcluir
  5. Fantastico trabalho mana...saudades desse lugar...parabens...e glórias a Deus..

    ResponderExcluir